BR Quantec Odontologia.png
BR Quantec Odontologia 2.jpg
BR Quantec Odontologia 3.jpg

QUANTEC® NA ODONTOLOGIA:

Tem sido utilizado com sucesso auxiliando a obter resultados positivos em diversos tratamentos. O paciente tem identificadas as causas que o levaram a contrair a enfermidade bucal, e as mesmas são tratadas com emanações personalizadas, de modo a proporcionar uma recuperação mais rápida e eliminação do risco de reincidência.

No entanto, note: o papel do QUANTEC® não é o de substituir a medicina odontológica. Quem tem uma cárie ou qualquer outra doença dentária, deve obrigatoriamente procurar um profissional da odontologia. O papel do QUANTEC® é se aliar ao tratamento dentário convencional (com ou sem a participação do dentista) para facilitar o processo de regeneração, auxiliar para que aquele problema não persista ou não registre reincidência.

O QUANTEC® não trata a doença bucal física, mas sim, as CAUSAS psicossomáticas que deram origem a ela, e aí sim isso reflete no físico. Mas isso não dispensa o paciente de ter que buscar ajuda odontológica em casos onde o físico já esteja impactado severamente.

 

Assim, veja no QUANTEC® um recurso para auxiliar o profissional da odontologia a não tratar apenas os sintomas físicos, mas também e principalmente as causas psicossomáticas que facilitaram o surgimento daquela anomalia.

O QUANTEC® é capaz de tratar as causas psicossomáticas de:

  • Cáries iniciais, superficiais, médias, profundas, crônicas e ressecadas.

  • Periodontites crônica, agressiva, apical, esclerosante, associada com pulpopatia, lesões periodontais endodental combinadas, doenças periodontais necrosantes, Periodontite como manifestação de doenças sistêmicas associada a transtorno de hematopoiese (neutropenia adquirida, leucemias) ou associada com a variação genética, Peri Implante, Doenças gengivais, gengivite causada por placas, doenças periodontais necrosantes periodontite ulcerativa necrosante, doença gengival modificada por fatores sistêmicos (puberdade, gravidez, menstruação, diabetes mellitus), Doenças gengivais de distúrbios com hemograma (leucemia), Doenças gengivais modificadas por medicamentos (por exemplo fenitoína, ciclosporina A, bloqueadores dos canais de cálcio, contraceptivos orais, drogas), Doenças gengivais modificadas por má nutrição (deficiência de vitamina C), Lesões gengivais não induzidas por placas (bactérias, vírus, fungos, genéticos), Abscessos do periodonto, abscesso gengival, periodontal, pericoronarite, variações e condições adquiridas relacionadas com o desenvolvimento, localizadas, fatores relacionados ao dente que modificam as doenças gengivais, periodontites induzidas por placas, ou predisposição para tal (anatomia, restaurações, fratura radicular), variações e condições muco gengivais na vizinhança imediata do dente (recessão, frênulo da língua, pseudo-bolsa), ou no rebordo alveolar desdentado, trauma oclusal primário ou secundário. 

  • Pulpite infecciosa (cárie), iatrogênica (polido do dente, estímulos químicos), traumática (influência de forças externas), abscesso da pulpa, Hematoma da pulpa, Pólipo Pulpar (pulpite crônica aperta granulomatosa), dente de leite, Gangrena seca ou úmida da pulpa, dentículo aderente, real, falso (espúrio) ou intersticial, Hiperemia, Hipoestesia.

  • Cistos: ceratócisto, odontogênico, cisto gengival, passante, folicular ou calcificante, odontogênico, cisto duto-nasopalatino globulomaxilar, nasolabial/alveolar, não odontogênicos, Cisto Radicular, Periodontal ou residual (inflamação). 

  • Osteíte aguda, crônica, osteonecrose, osteorradionecrose, desdentado por osteíte residual, esclerose ou corpo estranho.

  • Granuloma apical, eosinofílico, interno pulpálico.

  • Epúlide granulomatosa, fibromatosa, gigantocelular, sarcomatoide, gravídica, congênita, fissurada, tecido de granulação

  • Fístula.

  • Descoloração dos dentes.

  • Afrouxamento dos dentes.

  • Fissuras dentais.

  • Posição deslocada de dente.

  • Dente deslocado.

  • Dente impactado.

  • Reabsorção dental.

  • Reabsorção da raiz.

  • Reabsorção óssea.

  • Reabsorção de osso alveolar.

  • Lacuna Dentária.

  • Dente inclinado, girado.

  • Dente Lascado.

  • Fragmento de Raiz, inflamado ou impactado.

  • Dente hemi-seccionado ou ou sem inflamação.

  • Defeito do colo do dente, com ou sem forma de cunha.

  • Colo do dente com recessão gengival.

  • Aplasia.

  • Hipoplasia do dente.

  • Hipoplasia do esmalte dentário.

  • Apreciações iatrogênicas: dente preenchido ou insuficientemente preenchido com amalgama, preenchido ou insuficientemente preenchido com ouro fundido, preenchido ou insuficientemente preenchido com metal nobre, preenchido ou insuficientemente preenchido com metal-cerâmica, preenchido ou insuficientemente preenchido com cimento, preenchido ou insuficientemente preenchido composto, preenchido ou insuficientemente preenchido com cerâmica, preenchido ou insuficientemente preenchido com compômeros, dente coroado ou insuficientemente coroado com liga de metal nobre com ou sem revestimento de material sinético, Dente coroado ou insuficientemente coroado com liga de metal não precioso, Dente coroado ou insuficientemente coroado com cerâmica, Dente coroado ou insuficientemente coroado com zircônio, Dente coroado ou insuficientemente coroado composto, Dente coroado ou insuficientemente coroado com metal-cerâmica, Dente com obturação radicular, sendo insuficiente, transbordado, incompleto, focalizado, com resecção extrema na raiz, Dente da ressecção da extremidade da raiz, focalizado ou com osteíte apical, Ancoragem de pino em ouro, titânio, zircônio, cerâmica, fibra de vidro ou composto, Implante de titânio ou zircônio, Ponte com metal nobre ou metal nobre insuficiente, Ponte com metal nobre revestida com material sintético ou com insuficiência de preenchimento, Ponte metal não precioso ou com insuficiência de preenchimento, Ponte de zircônio ou com insuficiência de preenchimento, Ponte material sintético ou com insuficiência de preenchimento, Ponte cerâmica ou com insuficiência de preenchimento.

  • Sensibilidade a calor ou frio.

  • Dor de mordedura.

  • Dor de dente imprecisa.

  • Dor de dente aguda.

Como funciona o tratamento quântico para os dentes:

Você vai ao dentista, apura o diagnóstico exato com o profissional, apura em qual(quais) dente(s) o problema está se manifestando, e nos repassa para que o QUANTEC® possa trabalhar nas CAUSAS que levaram cada uma dessas doenças ou anomalias se manifestarem em cada dente.

 

Uma vez tratadas as causas, as consequências são abrandadas e o tratamento odontológico encontrará mais sucesso, o paciente encontrará a regeneração mais célere, a chance de reincidência será mínima, de modo que, se a origem do problema foi resolvida com o QUANTEC®, as chances de voltar a ter o problema são quase nulas - desde que obviamente a pessoa mantenha uma rotina de higiene bucal adequada. Não adianta por exemplo esperar que não haja reincidências de cáries por exemplo, se o paciente ingere muitos doces e cuida mal da higiene bucal após essas ingestões.

Compreenda um ponto importante:

  • Aquilo que é físico e depende do cuidado do paciente, precisa ser feito.

  • Aquilo que surge na arcada dentária porque o psíquico, emocional, espiritual, mórfico, energético ou mental está desarmonizado, isso o QUANTEC® soluciona, para impedir que aqueles problemas que se manifestaram no físico continuem a se repetir paulatinamente.

Há casos de cáries agressivas recorrentes que surgem sem que a pessoa seja descuidada com os dentes. A causa pode estar em um trauma psíquico, ou em uma desarmonia no pâncreas, ou em uma influenciação espiritual, e em todos esses casos o QUANTEC® soluciona a causa. 

Exatamente por isso é indispensável reforçar que o objetivo do QUANTEC® não é o de substituir a medicina odontológica, mas sim, trabalhar em conjunto com ela, logo, não espere que o QUANTEC® faça o papel do dentista, que sempre deve ser consultado em casos de doenças já manifestas. Se assim for feito e o diagnóstico oficial identificado pelo odontologista e eventuais remédios, tratamentos já feitos, histórico e laudos oficiais forem informados ao QUANTEC®, ele atuará como um aliado no sentido de potencializar o tratamento médico odontológico, além de trabalhar as causas psíquicas, espirituais ou energéticas que deram origem à(s) questão(ões), impedindo que elas continuem a afligir o paciente.